quinta-feira, janeiro 10


...

"um curinga é um pequeno bobo da corte; uma figura diferente de todas as outras. Não é nem de paus, nem de ouros, nem de copas e nem de espadas. Não é oito, nem nove, nem rei e nem valete. É um caso à parte; uma carta sem relação com as outras. Ele está no mesmo monte das outras cartas, mas aquele não é seu lugar. Por isso pode ser separado do monte sem que ninguém sinta falta dele".

do livro O dia do Curinga, de Jostein Gaarder



Tela: Itzack Tatarkay

Sweetness, sweetness, I...

E quanto a mim,
Você pode sempre saber meu humor pelo adoçante do cafezinho.
Quando estou amarga de verdade,
Sempre opto pelo mais cancerígeno.

dito por czarina das quinquilharias

Um comentário:

Desejo disse...

Amo esse livro!!! E sempre que tenho que recomendar algum livro para alguém, ñ tem erro! :)

Ontem acabei postando a mesma foto minha e até rendeu um poemim.

Beijos!