quinta-feira, janeiro 3




















sempre tão perto de você
e há tanto tempo sem te ver
sinto você no vento
vejo você por dentro
e eu sem você
o pensamento faz sentir
pode criar e destruir
pesadelo medonho
ou inventar um sonho
para seguir
segui tanto sonho até acreditar
no instante maior que essa vida fugaz
te ver é vertigem, pensar é miragem
se o tempo parasse guardava essa imagem
mas ele acabou de passar
se existiu eu já não sei
se foi real ou viajei
se foi o meu desejo
que viu e eu não vejo
eu te inventei
sempre tão perto de você...

(Virtual - José Miguel Wisnik/Alice Ruiz)

Um comentário:

Desejo disse...

Querida Liz,

Um Feliz 2008 para você... Lindo post :)

Beijos,
K.