terça-feira, janeiro 22

...e porque estou fora de casa

lá vai mais uma do livro DIA DO CURINGA:

"Tudo parece tão planejado, tão bem pensado e tão organizado... Acho que somos cartas num monte e não conseguimos ver quem ou o que decide se vai nos virar sobre a mesa ou se vai nos deixar no monte..."

Um comentário:

adelaide amorim disse...

É uma impressão bem freqüente, Lyz. Mas...
Beijo pra você.