sexta-feira, fevereiro 15













Dedicatória

O ar, amor —

este ar que eu te respiro.
(Soares Feitosa)



2 comentários:

Múcio L Góes disse...

Ah vc me achou lá tbm, foi?

verdade, a prosa me pegou de primeira, mas acabei indo pra poesia, puxado por uma mão que não se vê...

preciso atualizar aquilo... mas hj tou direcionado ao meu livro que tá no forno.

que bom q gostou!

bjinho.

JG disse...

Como não sei ser poeta, uso as palavras dos outros:

De ti digo sílabas
e pétalas. De ti
digo a rosa da noite
por abrir.

Albano Martins, poeta português

Bom fim-de-semana