sábado, outubro 11



Foto: Kosta Trimovski


Assombros

Às vezes, pequenos grandes terremotos
ocorrem no lado esquerdo do meu peito.

Fora, não se dão conta os desatentos.

Entre a aorta e o omoplata rolam
alquebrados sentimentos.

Os mais íntimos
Já me viram remexendo escombros.
Em mim há algo imóvel e soterrado
em permanente asombro.


(Affonso Romano de Sant'Anna)

3 comentários:

poetriz disse...

Dentro de mim já existe um vulcão.
Muitas vezes adormecido.
Outras vezes em plena erupção...


Lindo blog!
Bjs!

Tina disse...

Oi Liz!

Eu adoro os escritos de Affonso R. de Sant´Anna: são perfeitos e cheios de paixão. Bela escolha querida, parabéns.

beijo grande, tenha um ótimo domingo.

Jake disse...

uhuu DEMAIS!

beijo