domingo, setembro 14


alguém que me acenda

nas horas escuras

alguém que me acuda

alguém que me escute

mesmo calado

alguém lado a lado

alguém que esparrame

flores no meu tatame

alguém que me chame

quando o cameta passar

alguém que me assopre

que me espalhe no ar

alguém com o seu nome

alguém com

a mesma

fome


(arrudA)

3 comentários:

claudia disse...

ele é tudo di bom né

beijo

Márcia(clarinha) disse...

Alguém e mais ninguém...

linda semana, flor
beijos

Marcelo Amorim disse...

Fosse eu músico de verdade isso virava canção. Ou não... Vai ver sou músico de verdade, mas tão de verdade, que não me atrevo a cometer o pecado de cantar o que nasceu pra ser tal como é.