terça-feira, agosto 12

Foto: C.A.Kasper


Outros Tempos


Soltar o passo do destino
sem mapas
Apenas caminhos!

Passar por entre casas
de janelas entreabertas
Mesa cheirando a café
E pessoas com gosto de aconchego!

Passar por ruas de solidão extrema
Postes de luzes altas
e meu passo vazio pisando pedras
…em calçadas antigas!

Passar por vilas
de silêncio e saudades
onde o passo se esquece
e se prende por lá - a lembrança!

acqua

Um comentário:

acqua disse...

Bon giorno caríssima, estou sem palavras. Que surpresa gostosa nessa manhã. Quanta honra para mim ter meus versos aqui. Abraços meus...