domingo, agosto 5




















A vida secreta das palavras, um filme que está estreando nos cinemas, trata de um assunto que vira e mexe é abordado: o reflexo do passado em nossas vidas.

"O filme aborda , principalmente, o passado e os reflexos que ele tem na vida inteira de um indivíduo. Como sobreviver a ele e como superá-lo, sem deixar de lado o convívio com o presente, é o desafio de Hannah" , diz a sinopse.

Coincidentemente, vi um filme em dvd sobre o mesmo assunto: Chegadas e Partidas, onde o personagem, após perder sua mulher, tenta reconstruir sua vida num local cujo mundo é completamente diferente do que viveu até então: uma comunidade pesqueira, onde viveram seus antepassados. Lá ele tenta superar seus medos e desfazer os "nós" (muito bem inseridos nas cenas de apresentação do filme na forma dos nós das cordas dos pescadores) trazidos desde a infância e tornar-se uma nova pessoa, uma pessoa sadia emocionalmente.

O surprendente nessas histórias é que muitos dos "fantasmas" são sentimentos universais. Vi alguns de meus temores de criança sendo reproduzidos pelos personagens do filme. Não vou citá-los aqui, pois isto daqui não é uma seção de terapia... mas que sente-se um certo alívio em constatar que o que nos amedrontava quando criança e que ainda nos atormenta na vida adulta, não nos faz diferente de ninguém. Apenas mudam de casa, de tempo, tamanho e duração. Depende de nossa vontade de nos livrarmos deles e da habilidade de nossos psis, bien sûre!

Recomendo, portanto, CHEGADAS E PARTIDAS. Não é um filme "leve". Mas vale a pena.





Um comentário:

adelaide amorim disse...

Liz, não consegui entrar no site que você indicou em seu comentário. O google acusa um erro qualquer. Mas gostaria de ir até lá. Será que você me manda de novo o endereço?
Obrigada, viu?
Beijos e ótima semana.