sexta-feira, dezembro 12

Quase



não se preocupe.
esse querer,
é só esse espaço qualquer,
essa medida de tempo
que ficou lá trás,
entre o que não foi
e a espera do sempre.


paulo




Um comentário:

Eduardo P.L disse...

Lindo poema e ilustração!
Obrigado pelo link do Varal!

Bjs