segunda-feira, dezembro 15



Para onde vão as pessoas que amamos?

Elas chegam com a primavera no olhar

Sorriem - colocam ternura em nossas vidas

Conquistam nosso coração

E um dia, mudança de estação

Assim como chegaram, partem

E levam nossa alma.


Para onde vão as pessoas que nos conquistam?

Elas chegam com luz na alma e iluminam o nosso entorno

Marcam nossa esperança de sonhos revisitados

E um dia, assim como chegaram de mansinho

Preparam outros vôos, e se vão

[..]


(Silas Correa Leite)


3 comentários:

Cynthia Lopes disse...

Devem estar nesta alma que carregam... bjs

Marcelo Amorim disse...

Liz, tô passando voando por aqui, só pra te deixar um beijo. Voltei, sim, ainda bem devagar, mas vamos tocando como dá. Obrigado pelas palavras de carinho. Tenha uma ótima semana.

Diego Augusto disse...

Quando terminei de ler esse poema, lembrei imediatamente de uma frase do 'morro dos ventos uivantes' que Catherine Earnshaw diz para expressar seu amor por Heathcliff:
- Meu amor por ele não é como as folhas de uma árvore, que com o passar do tempo mudará com as estações. Meu amor é como as pedras que sustentam esta árvore. Eterno e forte.

Parabéns pelo blog.