sexta-feira, fevereiro 16

Tela:
Eloá Garcia, pintada por
Danúbio Gonçalves em 1955



Anda
tira essa dor do peito, anda
despe essa roupa preta e manda
seu corpo deslembrar

Canta
vira dor pelo avesso
Canta
larga essa vida assim as tontas
Deixa esse desenganar

Calma
Dê o tempo ao tempo, calma
alma
Põe cada coisa em seu lugar
E o dia virá, algum dia virá
Sem aviso

(Francisco Bosco / Fred Martins )

Um comentário:

Solange A. disse...

Lindas imagens e poesias. A foto do pezinho é uma graça!
Obrigada por gostar de me visitar!
Beijo grande