quarta-feira, junho 18

Foto: Pixdaus


outono frio
desmancha o cacho
cai lá embaixo
no vazio

frio outono
o galho cede
a vida segue
no abandono

(Marcelo Amorim)


E ainda falando em frio outonal,
o muro de hera, lá em Arroio do Midle, ontem às 9 da matina, com as bordas das folhas enfeitadas pela geada da noite
.

Um comentário:

adelaide amorim disse...

Lindo post, Liz. O poema do xará é bem climatizado, gostei dele.
Beijo pra você.